FANDOM


Giganta
Giganta

Espécie

Humana geneticamente modificada

Afiliações

Sociedade Secreta dos Supervilões; Liga da Injustiça; Corporação Vilania;

Habilidades

Na versão original Giganta não tinha poderes, era apenas muito forte. Apesar de variar constantemente nas diferentes mídias é aceito que seu limite de crescimento fica em torno de 15 a 30 metros de altura.

Giganta é uma personagem de HQ da editora norte-americana DC Comics. Ela surgiu como uma das inimigas da Mulher Maravilha nos quadrinhos dos anos 40, quando fez parte da primeira formação da Corporação Vilania. Recentemente, voltou a aparecer no Universo DC Comics na segunda formação da Corporação Vilania, enfrentando mais uma vez a Mulher-Maravilha.

Segundo sua história original, Giganta era uma gorila fêmea, que foi evoluida para uma mulher graças à uma máquina do Professor Zool. Ela foi reformulada na Era de Prata dos Quadrinhos: a sua evolução foi parte de um plano do vilão Dr. Psycho, que obrigou o Professor a transformar a gorila. Posteriormente, Giganta raptou Steve Trevor, por se sentir atraída pelo militar, o que fez com que a Mulher Maravilha a detivesse. Esta aventura foi republicada na revista brasileira "Coleção DC 70 anos #3", julho de 2008, Editora Panini.

Na adaptação para o desenho animado dos Superamigos, ela tenta roubar a fonte dos poderes do Chefe Apache (herói criado exclusivamente para a série).

Poderes e HabilidadesEditar

Na versão original Giganta não tinha poderes, era apenas muito forte. Depois do desenho animado foi desenvolvida a nova versão da vilã, que agora pode alterar seu tamanho e sua força física proporcionalmente. Apesar de variar constantemente em diferentes mídias é aceito que seu limite de crescimento fica em torno de 15 a 30 metros de altura.

Liga da JustiçaEditar

Em Liga da Justiça aparece com um visual mais jovial, um vestido tomara-que-caia e com seus cabelos rabo de cavalo. A origem também foi alterada. Nesta versão, Giganta era uma jovem gorila que foi modificada geneticamente pelo Gorila Grodd e tornou-se um membro da sua Sociedade Secreta.

Através da alteração genética de Grodd, ela se transformou numa humana com o poder para aumentar o seu tamanho a tremendas alturas, com um ganho proporcional de sua força. Ela era muito dedicada à Grodd, um dos membros da Sociedade mais leais a ele.

Com a Legião do Mal de Grodd, ela acompanha uma equipe na tentativa de roubar o cadáver do Príncipe Viking . No entanto, a Liga da Justiça interveio. Em um esforço para acelerar a batalha, J'onn J'onzz tentou ler a mente de Giganta e descobrir seu plano, mas a falha de segurança implantado na mente de todos os membros Legião foi ativado e Giganta foi instantaneamente paralisada. Na sua ausência , a sua posição como interesse romântico de Grodd foi usurpado por Tala.

Ela se recuperou depois de sua condição e saiu da prisão. Dirigindo-se para regressar à Legião, ela descobriu o novo relacionamento de Grodd. Este pode ter sido um motivo dela ter apoiado Lex Luthor durante o motim liderado por Grodd contra a sua liderança. Sobrevivendo ao motim e a destruição da sede da Legião por Darkseid, ela acompanhou os membros sobreviventes à Terra, onde foi uma das vozes mais altas e exigentes da Legião e foi autorizada a ajudar a Liga da Justiça à lutar contra a invasão de Darkseid.

Durante a batalha, ela lutou contra os Paradêmonios de Darkseid ao lado de Flash e Lanterna Verde, em Paris. Depois da batalha, foi dado a ela e aos outros membros Legião o tempo de cinco minutos para começarem a correr antes de serem capturados e enviados de volta para a prisão. Giganta cedeu alguns dos seus preciosos segundos para dar um beijo de adeus para Flash. Não se sabe o que aconteceu com ela depois disso.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.